Gestão de condomínio

Já assistiu a conflitos entre vizinhos? Saiba o que fazer!

Personalidades, hábitos e rotinas diferentes geram, em muitos casos, conflitos sérios entre vizinhos. Sabe o que fazer nestas alturas? A Odecasa partilha consigo 5 conselhos preciosos.

Caro condómino,

Já lhe aconteceu testemunhar gritos, impropérios ou agressões físicas entre vizinhos? A Odecasa avisa-o de que, provavelmente, tais comportamentos impróprios voltarão a acontecer mais tarde ou mais cedo.

Com mais de 30 anos de experiência no setor, a Odecasa sabe que a convivência entre vizinhos está longe de ser um mar de rosas. O cão do vizinho que não pára de ladrar, utilizações indevidas de wifi… No fundo, diferentes formas de estar e viver, quando confrontadas umas com as outras, acabam por desencadear conflitos que são necessários apaziguar.

Perante uma discussão feia entre vizinhos, qual deve ser a sua postura? Deve fingir que não é nada consigo ou, por outro lado, deve desempenhar um papel ativo na resolução do conflito?

A Odecasa partilha consigo 5 conselhos que o farão estar preparado para lidar com uma situação crítica destas, promovendo uma coabitação saudável no seu condomínio:

 

1. Manter a calma

Agir de cabeça quente raramente ajuda-nos a tomar a melhor decisão, especialmente em casos onde os ânimos estão exaltados. Neste contexto, o mais recomendável é respirar fundo, ser paciente e manter uma postura diplomática durante todo o processo.

 

2. Analisar a gravidade da situação

Antes de decidir o que fazer, é imperial perceber a gravidade da situação e os eventuais danos causados aos condóminos envolvidos.

Será uma desavença meramente pessoal, ou é algo relacionado com o dia-a-dia do condomínio (ruído, sujidade, etc.)? Fazendo esta primeira análise, estará mais capaz de proceder à atitude correta.

 

3. Ponderar o seu envolvimento no processo

Em qualquer dos casos acima descritos, avalie se é o interveniente com capacidade/legitimidade para mediar o conflito. Por vezes, é preferível jogar pelo seguro e pedir ajuda a mais alguém: o segurança do prédio, um vizinho da sua confiança ou, em casos de maior violência e descontrolo emocional, as autoridades competentes.

 

4. Apresentar soluções

Se reúne as condições necessárias para agilizar o conflito, a Odecasa sugere que evite expressões como “vamos manter a calma” ou “não é caso para estarem assim”, pois elas só deitarão achas para a fogueira. Por oposição, opte por apresentar 2 a 3 soluções que tragam benefícios claros a ambas as partes. Desta forma, estará a acrescentar real valor para que haja acordo.

 

5. Reportar ao administrador de condomínio

De forma a prevenir e resolver futuros conflitos, a Odecasa aconselha o reporte dos acontecimentos ocorridos junto do seu administrador de condomínio.

Entre as várias informações úteis, é importante assinalar a data e local do conflito, identificação dos intervenientes, descrição do episódio e, se possível, recolha de meios de prova (ex.: testemunhas, gravações áudio/vídeo).

 

 

A Odecasa, como empresa de gestão e administração de condomínios, encontra-se habilitada a garantir a manutenção e cuidado do edifício onde habita, mas também a fornecer todo o apoio legal e jurídico implícito a casos como o de conflitos entre vizinhos.

Connosco, sentir-se-á liberto de burocracias ou responsabilidades associadas à gestão e administração do seu condomínio.

 

Odecasa: a companhia que o faz sentir-se em casa.

Outros temas:
Condómino em casaViver em Lisboa